Sep 02, 2020 Written by:ROG

As ROG Strix GeForce RTX 3070, RTX 3080, e RTX 3090 chegaram!

Articles: Notícias
Article Tags:

A segunda geração das RTX chegou. As GeForce RTX 3070, RTX 3080, e RTX 3090 anunciam uma nova era de desempenho e fidelidade para os jogadores de PC. Para libertar toda a performance que estes novos GPUs têm para oferecer, os engenheiros da ASUS têm trabalhado arduamente no desenvolvimento da nova série de placas gráficas GeForce RTX 30 a partir do zero, e estamos prontos para partilhar todos os detalhes contigo.

rog-strix-3d-dark

Vale a pena parar um instante para saborear este marco na história dos GPUs. Todas as três placas GeForce RTX série 30 são alimentadas pela nova arquitetura NVIDIA Ampere, que proporciona uma melhoria de até 1.9X na performance por watt comparativamente à sua antecessora. De facto, a série GeForce RTX 30 pode tornar-se no maior salto geracional de performance na história da NVIDIA. Isto graças às melhorias generalizadas nos núcleos CUDA, RT e Tensor, assim como à nova memória GDDR6X das GeForce RTX 3090 e RTX 3080 e à interface PCI Express 4.0 presente em toda a gama de produtos.

Independentemente do GPU GeForce RTX 30-series que procuras, descobrirás que os nossos engenheiros melhoraram o arrefecimento, a potência e o estilo das nossas placas gráficas para fornecer toda a performance destes chips. Construímos várias famílias de novas placas gráficas. A série ROG Strix, completamente reimaginada para esta geração, oferece a nossa melhor combinação entre performance, funcionamento silencioso e estilo até à data.

As placas TUF Gaming voltam com um novo design e características reforçadas. E as placas ASUS Dual e Turbo irão em breve trazer a próxima geração de gráficos gaming para construções mais especializadas. Vamos dar uma vista de olhos a cada uma destas novas placas.

Redesenhar uma gráfica icónica

A chegada do GPU GeForce RTX série 30, marca o primeiro repensar completo do dissipador icónico ROG Strix em mais de quatro anos. Vais encontrar mais de tudo no nosso novo design: mais fluxo de ar, uma área de superfície do dissipador maior, e mais estilo. Um novo visual arrojado, incluindo um conjunto de LEDs Addressable RGB no canto esquerdo, torna estas placas ROG Strix nas nossas placas mais distintas até agora. Mas a beleza precisa de ser mais do que superficial. Estamos constantemente a melhorar os nossos designs para entregarmos a melhores produtos, e tudo o que aprendemos com esse trabalho foi introduzido no ADN desta geração de ROG Strix.  

ROG-STRIX-RTX3090_image11

Para assegurar que os entusiastas tirem o máximo partido dos GPUs ROG Strix GeForce RTX 3070, RTX 3080, e RTX 3090, os nossos engenheiros e designers agarraram numa folha de papel em branco e imaginaram como cada componente poderia trabalhar em conjunto para proporcionar a melhor performance e a melhor potência possível, juntamente com as temperaturas e ruído mais baixos. Desde as novas ventoinhas a um suporte de retenção do GPU concebido à medida, nenhum elemento da placa ficou por melhorar.

Uma nova classe de arrefecimento

A abordagem do arrefecimento ROG Strix da próxima geração começa com as ventoinhas. O nosso design exclusivo das ventoinhas Axial-tech fez a sua estreia na família Turing das placas gráficas ROG Strix. Centros mais pequenos, pás extremamente compridas, e anéis de barreira nas extremidades, permitiram um maior fluxo de ar a cada rotação, tudo sem elevar os níveis de ruído. Aperfeiçoámos este design para a série GeForce RTX 30, estudando cuidadosamente as características do fluxo de ar dos dissipadores passados e afinando as nossas ventoinhas para garantir que cada parte do dissipador recebe a quantidade certa de fluxo de ar para a máxima performance. 

ROG-STRIX-RTX3090_image4

As novas ventoinhas exteriores do dissipador ROG Strix utilizam anéis de barreira dentados para minimizar qualquer interferência com a entrada de ar na região central da placa, enquanto a ventoinha central utiliza um anel de barreira sólido para fornecer o fluxo de ar e pressão estática máximos sobre a parte mais quente do dissipador do GPU. As ventoinhas também rodam em direções opostas - ventoinhas exteriores no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio,  ventoinha central no sentido dos ponteiros do relógio - para gerir ainda melhor o comportamento indesejado do fluxo de ar no lado de admissão do dissipador. Finalmente, adicionámos mais lâminas a cada ventoinha - 11 para as ventoinhas exteriores e 13 para a unidade central, a partir das nove da geração anterior - para aumentar o seu potencial de movimento de ar. Em conjunto, estas alterações aumentam eficazmente tanto a pressão estática como os pés cúbicos por minuto de fluxo de ar disponível.

Este aumento no movimento do ar é importante, porque o sistema de arrefecimento tem de enfrentar uma carga térmica mais elevada, mantendo ao mesmo tempo os baixos níveis de ruído que os entusiastas exigem. Para alcançar esse equilíbrio, expandimos a altura do dissipador para 2.9 ranhuras, a partir das 2.7 ranhuras da geração anterior. A grande quantidade de aletas afasta o calor do GPU com a ajuda de vários heatpipes e do nosso design da placa base MaxContact com grande área de superfície. Um suporte de retenção personalizado na parte de trás da PCB aumenta a pressão de montagem e assegura uma distribuição uniforme dessa pressão, maximizando a transferência de calor do GPU para o dissipador.

Quando nos propusemos a conceber a PCB ROG Strix personalizada para esta geração, maximizamos a densidade dos componentes perto da próprio GPU, reduzindo o comprimento total da placa de circuitos. Essa abordagem é essencial para o design térmico da placa. A PCB mais curta permite-nos expor uma parte do conjunto de aletas através de um recorte na placa traseira. Essa abertura proporciona mais um lugar para o ar quente escapar do dissipador, aumentando ainda mais a eficácia do dissipador e canalizando mais ar quente para a trajetória do fluxo de ar de exaustão do próprio sistema.  

ROG-STRIX-RTX3090_2D back

Mesmo a placa traseira tem um papel a desempenhar nesta abordagem integrada de arrefecimento. As placas GeForce RTX série 30 topo de gama incluem ICs de memória GDDR6X na parte de trás da PCB, e esses chips precisam também de se manterem frescos. Nos modelos aplicáveis, acoplamos a memória à placa traseira massiva com almofadas térmicas. Em conjunto com as capacidades de arrefecimento passivo da placa traseira, o fluxo de ar ativo que passa através do recorte acima mencionado ajuda a manter felizes estes componentes montados na placa traseira.

Outras características de arrefecimento ecológicas das placas ROG Strix anteriores voltaram na série RTX 30. Dois conetores FanConnect II permitem ligar ventoinhas da caixa à placa gráfica para aumentar o fluxo de ar existente especificamente quando o GPU está sob carga (ou para aumentar o número de ventoinhas que podem responder às mudanças de temperatura do CPU). Um comutador com dois modos da BIOS oferece uma escolha entre a performance mais elevada de arrefecimento e de velocidade, ou um modo 0dB para funcionamento silencioso em cargas reduzidas ou no modo idle.

Potência para vencer 

Como parte da fórmula para proporcionar as suas enormes melhorias de performance de geração em geração, as placas GeForce série RTX 30 usam mais energia que as suas predecessoras, especialmente no topo da gama. Muitos entusiastas podem pensar no fornecimento de energia em termos de fases de VRM e arrefecimento, mas começámos a nossa jornada de engenharia no ponto de entrada da própria placa gráfica. Algumas placas GeForce RTX da série 30 podem satisfazer os seus requisitos de energia, obtendo energia a partir de conectores auxiliares PCI Express e os 75W de potência disponíveis a partir da ranhura PCI Express. Esta abordagem está perfeitamente dentro das especificações, mas pode criar exigências adicionais de fornecimento de energia e térmicas para as quais algumas motherboards podem não estar preparadas.

ROG-STRIX-RTX3090_image5

Para maximizar a capacidade de overclocking e a estabilidade do sistema para cada construção de PC, optámos por usar três conectores auxiliares PCIe de oito pinos na PCB ROG Strix personalizada. Esta abordagem significa que a placa irá satisfazer todas as suas necessidades de energia, obtendo-a diretamente da PSU, reduzindo as exigências da ATX12V e dos conectores de alimentação auxiliar na motherboard. As PSUs modernas de alta voltagem têm muitos conectores PCI de oito pinos de reserva, e o seu arrefecimento ativo assegura uma potência limpa e estável numa vasta gama de condições de funcionamento.

Para obteres o máximo proveito das placas GeForce RTX série 30, incluindo os modelos ROG Strix, recomendamos uma fonte de alimentação com 750W de capacidade ou superior, dependendo das especificações do resto do sistema. As nossas famílias de PSUs ROG Strix e ROG Thor já estão preparadas para lidar com as exigências destas placas graças aos seus dissipadores internos maciços, ventoinhas silenciosas com o nosso design Axial-tech, e quantidades copiosas de conectores PCIe de oito pinos.

Aproveitámos ao máximo o nosso design de três conectores fornecendo às placas ROG Strix GeForce RTX série 30 até 400W de potência total da placa para jogar. Isto fornece aos GPUs Ampere muito espaço de manobra adicional para atingir a melhor performance, tanto base, como com overclocking. Fornecemos energia usando uma grande variedade de VRMs personalizados, abrangendo 22 níveis de potência em todos os principais rails de voltagem. Fases de energia fortes e eficientes de 70A nos rails principais asseguram a entrega de potência mais limpa e mais fiável. 

O número bruto de watts que uma placa gráfica pode consumir não era o único desafio que os nossos engenheiros tinham em mente quando desenharam a nossa PCB personalizada. O moderno GPU Clock e a gestão de energia são incrivelmente sofisticados. Em menos de um segundo, os processadores gráficos podem passar de praticamente não consumirem energia a puxar centenas de watts. Estas grandes cargas transitórias são outra razão pela qual o teu sistema precisa de uma fonte de alimentação de alta qualidade. Mesmo as melhores PSUs sofrem do envelhecimento de componentes que podem reduzir o desempenho ao longo do tempo, e qualquer pessoa que tenha tido de resolver problemas de energia intermitente com o seu PC saberá como esse processo pode ser frustrante. 

ROG-STRIX-RTX3090_3D back

As placas ROG Strix têm há muito tempo circuitos de deteção e LEDs nos conectores de alimentação que te avisarão se não tiveres os cabos de alimentação PCIe ligados, identificando rapidamente um passo em falta comum no processo de construção. Melhorámos esta capacidade de monitorização com circuitos sensíveis que detetam quando uma PSU é incapaz de satisfazer as exigências de potência do GPU sob cargas transitórias elevadas. Após tal evento, os LEDs acima dos conectores de alimentação irão piscar. Caso experimentes erros intermitentes como ecrãs pretos quando o CPU se encontra sob carga elevada, esta funcionalidade útil pode poupar-te horas de resolução de problemas.

Quando considerares as novas placas ROG Strix, irás ficar impressionado como cada componente foi cuidadosamente desenhado para complementar o todo. No conjunto, este novo design oferece a maior performance e flexibilidade que os utilizadores exigentes esperam sem comprometer o ruído ou o estilo. É a escolha perfeita para construções de alta performance e topo de gama.

 

Para mais informações sobre preços e disponibilidade das placas gráficas ASUS GeForce RTX série 30 na tua região, por favor contacta o teu representante local ASUS.

Anunciámos as nossas placas gráficas GeForce RTX série 30 como parte do evento Meta Buffs, onde mostrámos muitos equipamentos gaming novos. Não te esqueças de ver o monitor gaming ROG Swift PG259QNR com NVIDIA Reflex Latency Analyzer, o monitor gaming ROG Swift PG329Q, e o router gaming ROG Rapture GT-AXE11000, o primeiro do mundo com suporte Wi-Fi 6E.

Articles: Notícias
Article Tags:
Go To Top